Glossário de babywearing

ErgoChila EV Boa Noite Mochila Ergonômica Evolutiva pai

Mochila Ergonômica Evolutiva

“Babywearing” pra cá, “wrap” pra lá – e no meio disso tudo, tem “grip”, “middlemarker” e tantos outros termos que são capazes de dar um nó no cérebro! Por isso, o post de hoje reúne um glossário de babywearing, com os principais termos da área. Vale ler, reler, compartilhar e salvar pra consultar na hora da dúvida!

Assessora de babywearing: Profissional que estuda e ensina práticas seguras e ergonômicas para carregar bebês.

Babywearing: Termo em inglês, em tradução literal seria algo como “usar/vestir o bebê”. Área de conhecimento que envolve tudo sobre carregar bebês, carregadores, técnicas e amarrações.

Bascular o quadril: Ato de arredondar o bumbum do bebê no carregador, para que o pequeno fique na melhor e mais confortável posição: como se estivesse agachado, com o peso recaindo sobre o bumbum e perninhas em M, com joelhos mais altos.

Blend: Mistura de fibras utilizadas em determinado porta-bebê. Por exemplo, algodão e linho é um blend.

Dip: Sorteio de porta-bebês em que se compra um número para participar; semelhante à uma rifa.

Ergonômico: Característica de um porta-bebê/amarração/posição que preserva a anatomia e a fisiologia do bebê.

Evolutivo: Característica de um porta-bebê pré-formatado (como mochila, meh dai ou meichila) que possa ser ajustado e adaptado de acordo com o tamanho e a fase de desenvolvimento do bebê.

Grip: Atributo de um tecido utilizado para carregar bebês. Se refere ao não-deslize, ao atrito que o pano tem contra si mesmo. Bom para saber se o pano trava o nó facilmente, ou se escorrega ao fazer a amarração.

Handwoven: Tear manual; um porta-bebê handwoven é aquele tecido à mão, de forma artesanal.

Loom/bloom: Loom é o estado em que um pano sai do tear (manual ou não). Bloom é o “florescer”; estado de maior maciez e fofura do

Loom e Bloom do Espinha de peixe - Depois da primeira lavagem babygrude wrap sling argolas tela plana espinha de peixe

Loom e Bloom do Espinha de Peixe Sempre Viva

pano, após lavar e secar. As fotos de loom/bloom mostram o antes e depois do pano ser lavado.

Meh dai: Carregador pré-formatado de origem asiática, antes chamado de meitai. Saiba mais sobre os carregadores clicando aqui [http://babygrude.com/como-escolher-o-melhor-sling/]

Middlemarker: Etiqueta que marca o centro/meio do wrap.

Passe: Etapa de uma amarração.

Sling: No Brasil, como são mais conhecidos os wraps. Em geral, é o termo que designa um carregador de bebê.

Stash: Coleção de carregadores de bebês. Stash shot é a foto dessa coleção.

Standart: Tamanho padrão, para bebês.

Super-homem: Um tipo de passe para levar o bebê às costas, em que se levanta bebê e pano sobre os ombros do adulto para posicioná-lo nas costas à uma altura adequada.

Tandem carry: Carregar dois bebês/crianças ao mesmo tempo. Vale para bebês da mesma idade ou mesmo irmãos com idades diferentes.

Toddler: Crianças entre 1 e 3 anos de idade.

Woven wrap: Wrap de tecido rígido/plano [saiba mais sobre os tecidos aqui http://babygrude.com/tipos-de-tecidos-para-slings/], ou seja, que não estica nem cede.

Se deparou com algum outro termo desconhecido? Já teve dúvidas sobre o significado de alguma palavra específica do babywearing?  Conta pra gente nos comentários que teremos o maior prazer em responder e atualizar nosso Glossário de babywearing!

Fale Conosco

Dúvidas? Mande uma mensagem.

Enviando

©2017 BabyGrude

ou

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?