/Nossa História
Nossa História 2018-04-17T11:48:09+00:00

[vc_row css=”.vc_custom_1520344172650{margin-bottom: 40px !important;}”][vc_column][vc_single_image image=”2415″ img_size=”200×200″ alignment=”center” style=”vc_box_circle_2″ css_animation=”none”][vc_custom_heading text=”É Muito bom receber a sua visita à BabyGrude e que bom que se interessou por nossa história!” font_container=”tag:p|font_size:16px|text_align:center|color:%23666666″ google_fonts=”font_family:Pacifico%3Aregular|font_style:400%20regular%3A400%3Anormal” css_animation=”none”][vc_empty_space height=”100px”][vc_column_text el_class=”regtxt”]

Com o nascimento da minha filha, eu ganhei um wrap de malha com aplique de renda. Deslumbrante! Mas, com o tempo, percebi que não era funcional: a malha cede com pouco peso e o aplique de renda, posicionado para marcar o meio do wrap, por ser um tecido de outro material, não permitia um ajuste bem feito, sob o risco de rasgar. Minha lombar era sobrecarregada.

Além disso, outras questões começaram a pairar em minha cabeça: Como colocar o bebê na posição correta? Como não comprometer a sua ergonomia? Como poupar minha lombar? Como fazer a basculação? Porquê eu não consigo deixar a coluna do bebê na posição ideal? Ela não pára de chorar quando tento, o que eu faço?

Depois de algum tempo de busca na internet e no comércio de Brasília (DF), encontrei um anúncio de venda de sling com tecido dryfit junto com a respectiva assessoria.  Uma vitória!

A assessora veio na minha casa, me ensinou a pré-amarração, mas não me ensinou a bascular o bebê, porque não sabia, tampouco a posição fisiológica. Mas garantiu que era como ela fazia com seu filho, que eu não me preocupasse.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row full_width=”stretch_row” css=”.vc_custom_1520344164520{margin-bottom: 40px !important;padding-top: 40px !important;padding-bottom: 60px !important;background-color: #b5aaf8 !important;}”][vc_column][vc_column_text el_class=”paratxt”]

BabyGrude é de mãe e bebê para mãe e bebê!

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row css=”.vc_custom_1520345125457{margin-bottom: 0px !important;}”][vc_column width=”1/2″ css=”.vc_custom_1520345136231{padding-bottom: 40px !important;}”][vc_column_text el_class=”regtxt”]

Serviço e produto pagos, o carregar não deslanchou, pois por mais que eu seguisse as orientações de pre-amarração da assessora, o tecido não sustentava a minha bebê na posição que eu a colocava, sempre cedia. A assessora me vendeu malha de poliéster com aplique de tricoline em vez do tecido dryfit... As dores na lombar permaneciam. A bebê chorava copiosamente em cada tentativa.  Eu não entendia o erro… Dois wraps e uma assessoria precária foram suficientes para eu virar a “louca dos panos”: encontrei nas redes sociais o grupo Bem Carregar Bebê, do qual obtive informações de qualidade e onde tive a oportunidade de falar sobre as características dos tecidos de sling diretamente com produtoras brasileiras de referência. Comprei wraps de diferentes marcas e fui testando. Nessa brincadeira descobri os tecidos rígidos!

Logo soube de um curso de formação de assessoras em bem carregar em São José dos Campos (SP). Na época, como eu estava em licença-maternidade, decidi que passaria os últimos dias de ócio conhecendo tecidos, técnicas e teorias. Então, fiz minha inscrição e programei a viagem. Quem sabe seria uma janela para algo novo?

É chegado o dia do curso… Conhecer a Elena e a Carine pessoalmente, partilhar de seus conhecimentos adquiridos em escolas européias, suas experiências… foram dois dias ricos, com muita informação e vários detalhes.

Além da bagagem de conhecimentos, saí de lá com uma compra enorme de slings para revenda. Logo eu, que nunca pensei em vender sequer água no deserto, lá estava, pensando em nichos possíveis, aonde ir, o que fazer, como fazer… certa de que algo mudaria com minha volta.

[/vc_column_text][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_single_image image=”2416″ img_size=”full” alignment=”right”][/vc_column][/vc_row][vc_row full_width=”stretch_row” css=”.vc_custom_1520344157947{margin-bottom: 40px !important;padding-top: 40px !important;padding-bottom: 60px !important;background-color: #72b892 !important;}”][vc_column][vc_column_text el_class=”paratxt”]

Na BabyGrude, você encontra slings em tecidos apropriados para carregar o seu bebê, testados e aprovados por quem entende das necessidades das mamães em manter uma vida ativa e dos cuidados com a segurança e o conforto dos nossos grudinhos.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row css=”.vc_custom_1520344151238{margin-bottom: 40px !important;}”][vc_column width=”1/2″ css=”.vc_custom_1520345465622{padding-bottom: 40px !important;}”][vc_single_image image=”2417″ img_size=”600×400″][/vc_column][vc_column width=”1/2″ css=”.vc_custom_1520345279397{padding-bottom: 40px !important;}”][vc_column_text el_class=”regtxt”]

Tomando um vinho com o marido, em uma sessão de brainstorm, surgiu o nome: BabyGrude! Pedi que fizesse um logotipo para divulgar a assessoria e, junto, ganhei esta loja virtual! (Ig, obrigada pelo apoio, força, conselhos – nem sempre escutados! Também agradeço à minha bebê, que é o grande motivo desse projeto).

De lá para cá, ideias pipocam o tempo todo… Tenho realizado parcerias e participado de feiras… A procura pela assessoria cresce e as vendas aumentam…

Estou correndo atrás… Dizem que esse é o segredo do sucesso!

Assim, surgiu a paixão pelo bem carregar. Assim, tomou corpo o projeto. Assim, nasceu a BabyGrude.

Tivemos uma pequena reviravolta, que mudou um pouco nosso rumo, graças a sempre diva Maíra Pinheiro e a parceria firmada, que conto mais aqui, no blog:  [LINK DO BLOG]

Futuque à vontade.

Beijos,

Izê.

[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]

Promoção dia das Mães

Frete Grátis*

Durante todo o mês de maio
COMPRAR AGORA!
*para frete PAC
close-link